Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente.
Início do conteúdo
Página inicial > Comunicação > Notícias > Acordo de cooperação prevê qualificação dos cursos profissionalizantes no Estado
RSS
A A A
Publicação:

Acordo de cooperação prevê qualificação dos cursos profissionalizantes no Estado

*
* - Foto: Alina Souza/Palácio Piratini

Por meio do Pacto Gaúcho pela Educação, o acordo de cooperação busca atender os gargalos do setor produtivo

O Governo do Estado e o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) firmaram nesta quinta-feira (5), no Palácio Piratini, uma parceria visando à implantação do Pronatec Brasil Maior no Rio Grande do Sul. Por meio do Pacto Gaúcho pela Educação, o acordo de cooperação busca atender os gargalos do setor produtivo e identificar as demandas para a qualificação dos alunos do ensino técnico profissionalizante.

Ao ressaltar a integração das ações desenvolvidas pelo Executivo gaúcho em parceria com a União, o governador afirmou que o Estado vive um processo de modificação do seu padrão de desenvolvimento. "Isso diz respeito não somente à compreensão do atual governo, mas também a uma inteligência da capacidade empreendedora dos nossos empresários, pelo menos de uma grande parte dos nossos empresários, se não a maior parte deles. E também num processo de preparação que os trabalhadores gaúchos tem encetado a partir dos programas que são desenvolvidos com o Governo Federal, com o setor empresarial e também com as nossas escolas técnicas".

Tarso disse que a economia gaúcha precisa ser analisada em toda sua amplitude, e não apenas a partir de setores específicos. "Para o Governo, essa mudança no padrão de desenvolvimento e de acumulação que hoje atravessa o Rio Grande do Sul significa que a economia tem que ser apanhada na sua totalidade, e não observada e atendida com corredores de segmentos que se aproximam do Estado e trazem as suas demandas, por mais legítimas que sejam."

Atento às ações e às medidas econômicas implantadas no RS, o ministro disse que o Estado é o único do país com uma política industrial integrada ao Plano Brasil Maior. Sobre o acordo firmado a partir do Pronatec, Borges reiterou que é preciso conhecer as necessidades de qualificação do setor produtivo. "Ao invés de disponibilizar um conjunto de vagas a priori, a ideia é reunir-se com os setores produtivos e avaliar as necessidades de cada um, de cada atividade da indústria, do comércio, e oferecer a qualificação em função das demandas."

Pronatec
Gerente executiva do Pacto Gaúcho pela Educação, Maria Inês Zulke explicou que a formalização da parceria com o MDIC pretende fazer com que o Pronatec seja cada vez mais utilizado no Estado. "Esse trabalho que estamos fazendo a partir da cooperação visa ao alinhamento da oferta dos cursos com as demandas do setor produtivo, buscando agregar inovação e competitividade para a economia do Estado e unificar as políticas e os programas sociais."

Maria Inês informou ainda que municípios de todos os Coredes são atendidos por todos os setores da Política Industrial do Estado. Em sintonia com as demandas das empresas, os cursos são adequados às exigências de cada setor. Além de formação profissionalizante nas áreas de Tecnologia da Informação (TI), ambiental, saúde e medicamentos, o programa oferece cursos de idiomas e controle da produção, entre outros. "O acordo potencializa essa ação de promover desenvolvimento econômico com inclusão social, a partir da formação de recursos humanos que agrega competitividade e condições para inovações das nossas empresas", disse Maria Inês.

O secretário da Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico, Cleber Prodanov, prestigiou a assinatura do convênio. O titular da pasta é o coordenador adjunto do Comitê Gestor do Pacto Gaúcho Pela Educação, ação coordenada pelo governador Tarso Genro. 

Texto: Felipe Bornes Samuel
Foto:  Alina Souza/Palácio Piratini

Endereço da página:
Copiar